Morre o soldado da PM após surto e tiroteio em Salvador

O soldado Wesley Soares Goés, lotado na 72ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) de Itacaré, no sul do estado, morre...

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2021

fevereiro 03, 2021

O valor que os microempreendedores individuais (MEIs) devem pagar de contribuição mensal para o Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS) aumentou e já está valendo desde segunda-feira, 1º. O reajuste foi feito por causa do novo valor do salário mínimo de R$ 1.100, em vigor desde janeiro.

Agora, o empreendedor precisa desembolsar R$ 55 mensais, o equivalente a 5% do valor do mínimo. Antes, o valor era de R$ 52,25. A tarifa começa a ser cobrada no mês de março.

A adesão ao MEI garante a inserção no mercado formal de trabalho e possibilita ao empreendedor acessar alguns recursos previdenciários, como aposentadoria, auxílio-doença, auxílio-maternidade, auxílio-reclusão e pensão por morte.

Além da contribuição, o novo valor do salário mínimo também mudou a tabela do Documento de Arrecadação do Simples Nacional do MEI (DAS MEI). O valor do documento se refere à contribuição do INSS e aos tributos de cada categoria. A base para cálculo do DAS também é de 5% do salário mínimo em vigor.

0 comentários:

Postar um comentário